7 Passos para ter o seu próprio Produto Digital – Parte 6

Estamos quase finalizando nossa série de 7 artigos, ensinando como fazer um produto digital. Nesta artigo, você aprenderá algumas técnicas para manter seu leitor envolvido.

Um pouco mais de conversa, um pouco mais de ação!

Este artigo tem dois propósitos, todos concebidos para o ajudar a escrever o e-book dos seus sonhos.

Vamos focar em maneiras de ter o seu leitor de envolvido no seu livro. Quantas mais formas você pode conseguir que o seu leitor se sinta como se você estivesse falando diretamente com ele, mais especial ele se vai sentir.

Há várias maneiras de cativar o seu leitor à medida que lê o seu e-book. A fim de aumentar seu sentimento de pertencer ou fazer parte do seu círculo de amigos, você tem que dar-lhes uma razão para acreditarem no que você está a dizer para eles.

A primeira maneira de fazer isso é escrever como se estivesse conversando com o seu melhor amigo ou um membro da família. Mantenha o seu tom acolhedor e simpático, mesmo que você esteja
a escrever sobre algo que não é muito agradável. O seu leitor vai certamente responder se você poder fazê-lo sentir como se estivesse sentado com ele e compartilhar uma cerveja ou vinho (café e biscoitos, se preferir;))

Como é que você faz isto?

Use palavras simples e frases curtas. Refira-se diretamente ao seu leitor usando termos pessoais, como “você” e “nós” e “nosso” quando você está a discutir algum problema ou atividade que ambos partilham.

7 Passos para ter o seu próprio Produto Digital - Parte 6

7 Passos para ter o seu próprio Produto Digital – Parte 6 – Como é que você faz isso?

Estas três palavras criam uma ponte entre você e o seu leitor. Se você observar meu blog, você vai ver que eu faço isso o tempo inteiro.

Outra forma é dar ao seu leitor uma razão para ele acreditar em você. Quando você faz uma declaração que é surpreendente, polêmica ou não muito conhecida, forneça a prova da exatidão da sua declaração.

Se os seus clientes suspeitarem que você não está dizendo a verdade, eles vão deixá-lo cair como uma batata quente. Você será capaz de saber isto se tiver muitos pedidos de reembolsos imediatos. Não é
preciso ser um génio para ver isto.

Este cenário pode ser evitado se você apoiar as suas informações com fatos que se podem verificar.

Forneça, por exemplo, o link para o site que você usou para encontrar o fato.

Uma vez que o seu leitor o vir como um amigo e acreditar no que você está dizendo, você irá construir credibilidade.

Pense sobre isso. Se você vendeu 25 e-books e você usou estas técnicas, você terá 50-75 clientes dispostos a comprar outros produtos de você.

Clientes satisfeitos partilham com a sua família, amigos e colegas. Uma técnica que funciona muito bem é o de responder a objeções antes mesmo que apareçam na mente do seu leitor. Você é o único a escrever o material, você sabe o que pode fazer uma objeção que mata a credibilidade.

Se você pesquisar o seu tópico, e como você já leu mais de uma vez esses capítulos, você já sabe a que o seu leitor irá se opor.

Determine as objeções mais comuns à sua premissa ou declaração e responda-as antes de o seu leitor pensar nelas, e olhe que eles irão. Uma maneira fácil de fazer isso envolve fazer perguntas. Esta simples
técnica tem dois propósitos. Vai atrair o seu leitor no seu e-book e mantê-lo lá, e ao mesmo tempo impedindo-o de pensar nas objeções.

Faça suas perguntas pessoais, como se você estivesse em pé ao lado do seu leitor e lhe perguntando.

Aqui estão alguns exemplos de perguntas que farão o seu leitor parar e pensar sobre o que você acabou de lhe perguntou:

  1. “Você já viu uma planta de tomate de 8 pés que produziu um fruto de duas cores?”
  2. “O que você acha que o adolescente faz quando você está no chuveiro?”
  3. “O seus são vizinhos realmente quem você acha que eles são?”
  4. “Você tem insetos?”

Está vendo o que eu quero dizer? Número 4 deu-me arrepios, mas escrevi mesmo assim 🙂

Se você está tentando afastar possíveis objeções antes que o seu leitor pense neles, use perguntas como estas:

  1. “Você acha que isso é impossível?” Deixe-me explicar.
  2. “Você já viu isso? Bem, deixe-me dizer-lhe_____.
  3. Você acredita que ________? Eu acredito, aqui está porque.
  4. Será que isso soa como bom demais para ser verdade? Aqui está porque é verdade.

Tenho a certeza que você pode ver o benefício real de usar estas técnicas e como elas irão melhorar os seus próprios métodos de apresentar a informação aos seus leitores.

Experimente! Você vai gostar! E os seus leitores também.

Mais cedo ou mais tarde, você vai precisar de um recurso rápido para novas idéias.

CITAÇÕES: (o termo pesquisado: citações ou frases celebres) (Nota: as citações podem gerar centenas de idéias para novos livros, além de ajudar a quebrar um obstáculo nos seus processos criativos ou adicionar interesse à sua página.)
FATOS: (o termo pesquisado: factos ou fatos)
DIRETÓRIOS DE ARTIGOS (termo de pesquisa: “diretórios de artigos” com aspas) Os diretórios do artigos são cheios de recursos para começar a cozinhar o seu cérebro ou para melhorar a forma de como você pensa sobre um assunto.

Conclusão

Tente ser o mais objetivo possível, e tente imaginar o que seu leitor poderá questionar, antes de realmente efetuar a compra de seu produto digital. Uma boa tática, é se imaginar como um visitante qualquer, e começar a perguntar em que aquele produto digital poderá lhe ajudar. Use a imaginação!

Summary
Review Date
Reviewed Item
Post
Author Rating
51star1star1star1star1star

Descubra Como Vender Na Internet, Sem Blog, Sem Lista, Sem Vídeo e Sem Autoridade!

André Melo

Meu nome é André Melo, sou Desenvolvedor web e trabalho com internet marketing desde 2001.

Website: http://webempreendedor.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *