Pense Como um Campeão

Não sei se já aconteceu com você, de você estar preparado pra algo mas na hora H não conseguiu ter o resultado que desejava. Talvez isso possa ter acontecido com você numa prova, numa entrevista de emprego ou quem sabe até numa competição de algum esporte que você tenha praticado.

Naquele momento você sabia todo o conteúdo, tinha praticado, estudado, treinado… você tinha a certeza de que tinha se preparado o suficiente para aquilo, mas na hora, simplesmente as coisas não deram certo. Você nunca se perguntou porque talvez não tenha dado certo? Nunca procurou entender o que lhe impediu de conquistar o resultado desejado naquela oportunidade?

Image de PublicDomainPictures para Pixabay

Pois bem… e se eu te disser que a sua atitude mental, a energia na qual você entrou para executar aquela tarefa talvez tenha sido determinante para a não obtenção do resultado idealizado. Eu não estava lá com você, mas acredito mesmo que isso tenha a ver com isso.

Qual foi sua atitude mental na hora do desafio? Deixou as inseguranças te invadirem? Teve medo de não dar certo? Passou pela sua cabeça coisas como: “E se eu não conseguir?”, “O que eu vou dizer a minha família se as coisas não derem certo?”, “Isso é para pessoas muito inteligentes, não é para mim”, “Eu não sou tão bom quanto esses caras aqui”… por ai vai.

Ou você pensava assim: “Haja o que houver, eu não volto para casa enquanto não chegar no resultado que eu quero”, “Desisti meu amigo, hoje nem você e nem ninguém vai ganhar de mim”, “Eu mereço isso… eu me preparei para isso. Agora é a hora, nada vai me deter”.

Percebe as diferenças? Agora pense: Que tipo de pensamentos um cara como Cristiano Ronaldo entra em campo? Uma vez estudando a carreira do CR7, vi um documentário onde treinadores e companheiros dele da época de categoria de base já  diziam: Cristiano Ronaldo já falava que seria o melhor do mundo aos 14 anos de idade. Inclusive ele já treinava e malhava para ser do mundo.

O cara aos 14 anos de idade já era obcecado em ser o MELHOR DO MUNDO no que ele fazia.

Compreende o que quero dizer aqui? A técnica é muito importante, claro, mas o seu modelo mental é mais importante ainda para você ter êxito na sua carreira. Não adianta ter a melhor técnica, o melhor plano de negócios, a formula mágica para passar no Vestibular, se você já entrar achando que não da para você e que os outros são melhores que você.

Um campeão geralmente é forjado a base de duas coisas, preparação e treino(ai entra capacidade técnica de execução da tarefa) e a sua atitude mental, ou como eu prefiro chamar modelo mental.

Não adianta horas e horas de treino e estudo, se na hora da prova você ficar nervoso, inseguro, com medo… situações como essas fazem o sistema límbico do seu cérbro tomar conta do seu corpo, inclusive utilizando o seu neocortex. Trocando as palavras, a parte emocional do seu cérebro fica no seu comando, dessa forma, você não consegue usar o seu neocortex da forma como deseja, que é a parte pensante do seu cérebro.

Por exatamente esse motivo acontecem os famosos brancos na hora da prova, quando você se encontra totalmente emocional desse jeito não consegue extrair o máximo do seu potencial não importa o quanto tenha treinado, justamente porque você não consegue pensar direito em horas em que está com medo.

Quer um grande exemplo disso? Prova de direção.

É impressionante como várias e várias pessoas reprovam naquele tipo de teste, que cá entre nós, não tem nada de tão difícil assim. Não tem bicho de sete cabeças. Por que você acha que essas reprovações acontecem?

Na maioria dos casos as pessoas ficam inseguras, pensando o tempo todo que não podem reprovar… e adivinha o que elas conseguem? Uma grande reprovação.

Quanto mais reprovam, mais fantasmas criam para elas mesmas sobre aquele tema, o que resulta numa dificuldade maior ainda para passarem naquele prova nas próximas tentativas. Dão força demais ao problema, fortalecem ele ao invés de fortalecerem elas mesmas. Fazem um pintinho inofensivo e dócil se transformar num dragão imenso e cuspidor de fogo capaz de destruir cidades inteiras.

Pra que isso? Até onde você quer chegar com essa modelo mental?

Coloque mais certeza no que você faz. Confie em você e tenha certeza absoluta de que você vai vencer, mesmo que ainda não saiba como. Aliás o como interessa pouco no fim das contas, até porque o como pode ser feito de várias formas na maioria das vezes, agora… confiança, certeza e modelo mental de campeão, isso ninguém vai fazer por você. Nada substitui você começar algo com a energia certa, com a certeza de que irá superar todos os desafios que aparecerem, haja o que houver.

Um cara com o modelo mental mais forte que já se chamava Mohamed Ali, sugiro que você veja filmes e leia livros sobre ele, foi um cara incrível. Um dos momentos que acho incrível na carreira dele é quando ele vai treinar com um novo treinador mais exigente e de alto nível, e o que o Mohamed Ali fala no primeiro dia de treino: “Não tenha pena de mim, EU SOU O MELHOR”. A carreira dele é cheia de entrevistas no qual ele fala “Eu vou vencer” com uma energia incrível, sobre lutas no qual no começo da carreira ele era sempre tido como azarão e vencia todas.

Inclusive Mohamed Ali venceu todos os grandes pugilistas da época, contando o na época o duas vezes campeão do mundo George Foreman.

A força daquele cara era incrível e tudo partia da sua atitude mental, do modelo mental extremamente forte e focado na vitória. E porque a gente não pode trazer essa mentalidade pra gente? Só depende de nós.

Se você quer ser um campeão, então comece pensando como um. Acreditar em seu potencial NÃO GARANTE que você alcançará os seus objetivos. Agora, não acreditar GARANTE que você não sairá do lugar.

Este é um guest-post. Visite o site Modelo Mental e veja mais informações.

Summary
Review Date
Reviewed Item
post
Author Rating
31star1star1stargraygray

Descubra Como Vender Na Internet, Sem Blog, Sem Lista, Sem Vídeo e Sem Autoridade!

André Melo

Meu nome é André Melo, sou Desenvolvedor web e trabalho com internet marketing desde 2001.

Website: http://webempreendedor.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *